FILHOS QUE NÃO PUDERAM NASCER (aborto provocado ou espontâneo)



Hoje, quero falar com você que carrega nesta vida a difícil dor de ter tido um filho que por algum motivo não pôde nascer, e não importa se isso aconteceu através de um aborto espontâneo ou provocado. Aqui não cabe julgamentos. Do ponto de vista das constelações familiares cabe apenas amor e acolhimento.


Através da Lei do Pertencimento, que é uma das leis naturais que regem nossas vidas, podemos observar que independentemente de qualquer coisa, todos pertencem a família, cada um tem o seu lugar e todos fazem parte.


Não importa se a gestação durou poucas horas ou meses, da mesma forma que não importa se este filho foi desejado ou não e até mesmo se faleceu em decorrência de um aborto espontâneo ou provocado.


Sim! Ele existiu. Portanto, é e sempre será o seu filho e assim precisa ser considerado, contado e acima de tudo precisa existir de forma amorosa, verdadeira e profunda principalmente no seu coração.


Esse filho não pode ser esquecido, não pode ser excluído, porque isso causa inúmeros desequilíbrios, dos mais diversos possíveis, tanto na vida dos pais quanto dos irmãos vivos e descendentes futuros. O sistema precisa estar em ordem, queira nós ou não, acreditemos ou não, gostamos ou não.


Para que todos consigam viver suas próprias vidas, escrever as suas próprias histórias e viver o se próprio destino, é necessário reconhecer os filhos que não nasceram (serve também para os que nasceram e morreram depois), pois este não reconhecimento (consciente ou inconsciente), é muitas vezes a causa de muitos problemas emocionais e físicos na família. Assim, como também pode ser a causa dos irmãos vivos não conseguirem alcançar a plenitude de suas próprias vidas, porque inconscientemente é possível que sintam falta do que não nasceu e como que em uma homenagem distorcida ao que não sobreviveu, é como se eles dissessem: “por amor a você, eu também não me permito viver”.


Os membros desta família são unidos através de um profundo amor, amor este que precisa ser reconhecido e que precisa ter o seu lugar no coração e na família.


Só assim, os envolvidos (vivos fisicamente ou não) nestes laços energéticos poderão se sentir livres para viver suas vidas em plenitude.


Quem já passou comigo em atendimentos, principalmente de Constelação Familiar sabe:


1) Seu filho não morreu. Ele sempre deverá permanecer vivo no seu coração e na família;


2) Ele tem o lugar dele. Portanto, JAMAIS coloque outro filho no lugar deste que não pôde ficar. Exemplo: Se você perdeu/abortou o primeiro filho e teve outros 2 filhos depois, então você tem 3 filhos! O primeiro filho PRECISA continuar sendo o primeiro filho, o segundo filho PRECISA ocupar o lugar de segundo filho e o Terceiro filho o lugar de terceiro filho. Quando essa ordem não é respeitada, inúmeros problemas acontecem, principalmente na vida dos irmãos que estão vivos.


3) Os filhos vivos PRECISAM saber da existência do irmão que não pôde nascer. Atenção: Se o aborto foi provocado, então você não deve contar que fez aborto, apenas que perdeu um bebê.


4) Dê um nome ao seu bebê. Ah Leidiane, mas eu não sei se era menino ou menina. Sabe sim! O seu coração sabe.


4) Compre algo, exemplo, um brinquedo pequeno, que represente simbolicamente este bebê. Coloque em algum lugar da sua casa, como um enfeite e em um lugar que você passa com certa frequência. Sempre que visualizar este objeto diga ao seu filho:


- (se foi aborto espontâneo): "Meu querido filho (fale o nome), eu sinto muito por tudo que te aconteceu. Por algum motivo você não pôde ficar, mas você sempre será o meu XX (primeiro, segundo etc) filho. Este é o seu lugar. Eu vejo você, você faz parte, você pertence a nossa família. Você sempre estará vivo e presente no meu coração e na nossa família."


- (se foi aborto provocado): "Meu querido filho (fale o nome), eu sinto muito por tudo que te aconteceu. Por algum motivo eu não consegui fazer diferente, mas você sempre será o meu XX (primeiro, segundo etc) filho. Este é o seu lugar. Eu vejo você, você faz parte, você pertence a nossa família. Você sempre estará vivo e presente no meu coração e na nossa família."


Com carinho,

Leidiane Melf


Precisa de ajuda para entender melhor, acolher no seu coração e incluir na sua família este bebê? A Constelação Familiar pode lhe ajudar nisso! Venha Constelar!


Com carinho 💕

🙋🏼 Leidiane Mellf


◼️ @leidianemellf

◼️ www.leidianemellf.com.br